Riscos e Retornos, você precisa ler isso!

COMPARTILHE O ARTIGO

Antes de introduzirmos sobre os riscos e retornos do mercado financeiro, é interessante fazermos uma analogia para clarificar o entendimento do leitor.

Nos esportes, treinadores e jogadores se preparam para o jogo assistindo a filmes e enviando olheiros aos jogos. Isso tudo é um esforço para dimensionar seus oponentes e identificar seus pontos fortes e fracos. Da mesma forma, o mercado é um adversário muito difícil de ser combatido, não é moleza bater o mercado e ele também não pega leve.

Fonte: google imagens

Compreender princípios sólidos de risco/retorno irá ajudá-lo a dimensionar o mercado como um oponente. 

Entretanto, poucos compreendem essa regra universal, que se expende além do Mercado Financeiro, um equívoco muito grande: a crença no almoço grátis. Volatilidade é o preço que você paga por retornos mais altos. 

O lado bom é que, por conta da volatilidade, as ações têm um potencial de valorização muito maior do que títulos de renda fixa em longos períodos de tempo. As pessoas que conseguem ter uma maior disciplina para lidar com a volatilidade são pagas a mais por isto. 

Fonte: google imagens

Entretanto, o lado ruim é que altos retornos são inseparáveis de alto risco – ainda que algumas pessoas digam o oposto. Alguém lembra dos fundos de investimento da ARK, por exemplo, tido como gênios pelas suas altas rentabilidades e tão pouco tempo? E vez ou outra surgem estes “queridinhos”?

Pois é, todos se saíram mal no final. Quando a alta volatilidade vem à tona, não só os investidores entram em pânico em massa, mas as grandes oscilações podem matar os retornos também, ou seja, encontramos todas e quaisquer ofertas de almoço grátis, mas até agora não vi um que não venha com indigestão.

Fonte: Koyfin

Risco/retorno é exatamente o que o nome indica. É o processo de avaliação de quanto risco você assumirá em comparação com quanta recompensa você pode esperar ganhar em qualquer negociação. Em outras palavras, quantos pontos a ação poderia cair se a empresa não der certo, contra quantos pontos a ação poderia subir se esta mesma empresa de fato ir a meu favor? 

Normalmente, ao avaliar risco/retorno, o ideal é ver uma proporção de dois para um, no mínimo, ou seja, para cada ponto de risco, queremos ter dois pontos de potencial retorno.

Então, você precisa conseguir determinar a recompensa esperada e o risco potencial. 

Como você faz isso? 

Bom, vamos pensar em algumas coisas que são necessárias para calcular a quantidade de risco contra retorno.

  • Determine através de uma análise técnica onde está a próxima forte resistência do ativo que está observando.
  • Determine também onde o próximo suporte FORTE está
  • Determine o preço alvo que deseja atingir, seja por sua análise técnica ou análise fundamentalista
  • Determine o stop loss – onde a ação quebrará um suporte significativo ou linha de tendência, o ponto em que você não mais quer possuir essa ação. Você deve ser capaz de lidar com o pior cenário – do papel não performar tão bem quanto o imaginado e ir contra stoppando sua posição.

Também queremos mencionar que o risco de mercado e setorial não deve ser ignorado. Claro, você precisa restringir a lista de potenciais candidatos a comprar, concentrando-se em ações fortes em setores fortes. 

Nesse sentido, uma vez que restaram apenas alguns bons papéis na sua mão, o próximo passo é realizar uma análise individual de cada ação que residual.

Equipe Nousi

A maior equipe de análise de investimentos do Brasil, 100% dedicada a te ajudar a encontrar as melhores oportunidades de investimento

Deixe seu comentário abaixo:

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL

Receba conteúdo diariamente

Categorias

Receba conteúdos diários gratuitamente

Fale Conosco

Nossas Mídias

Nousi Finance © Copyright 2022 - Todos os direitos reservados